Formulário para submissão de textos ao XVIII Encontro Nacional do PROIFES-Federação está disponível no site

A ADUFRGS-Sindical informa os filiados e filiadas que o prazo para o envio de contribuições ao XVIII Encontro Nacional do PROIFES-Federação vai até às 18h do dia 13 de junho. Veja aqui o formulário para submissão de textos. A produção de propostas tem como referência seis eixos de discussão: Eixo I – A crise da sociedade brasileira. Seu aprofundamento em 2022 e os reflexos nas IFES; Eixo II – PNE: a necessidade de um debate sobre seu futuro; Eixo III - Educação, Direitos Humanos e diversidade: o papel da Federação nessa luta; Eixo IV – Valorização dos/as profissionais da educação: formação, carreira, remuneração e condições de trabalho e saúde: o papel da Federação nessa luta; Eixo V – A defesa da autonomia e a gestão democrática nas IFES: a necessidade de aprofundar a democracia nesse espaço; Eixo VI – Os desafios da construção de uma Nação Soberana e a atuação da Federação nesse processo.

Os textos do XVIII Encontro Nacional do PROIFES-Federação devem ser encaminhados à Comissão Organizadora do Encontro pelos respectivos sindicatos filiados à Federação e serão organizados na forma de Anais de Congresso.

Conforme a organização do Encontro, o material submetido deve conter, de forma clara e objetiva, as propostas para serem debatidas e apreciadas no evento. É necessário que os autores apresentem a contextualização do assunto específico que desejam abordar; a análise ou argumentação sobre o assunto e, ao final, as propostas de ações que consideram relevantes e pertinentes a serem conduzidas pela Federação.

O Encontro acontece de 12 a 14 de julho em Natal, no Rio Grande do Norte, e antecede a Conferência Nacional Popular de Educação (CONAPE), que ocorre na sequência, de 15 a 17 de julho, também em Natal.

Confira aqui o modelo de texto.

Atenção filiados/as da ADUFRGS-Sindical: confira a programação do XVIII Encontro Nacional do PROIFES-Federação

A ADUFRGS-Sindical convida seus filiados e filiadas a participarem do XVIII Encontro Nacional do PROIFES-Federação, que acontece de 12 a 14 de julho em Natal, no Rio Grande do Norte. A Federação divulgou nesta quarta-feira, 11, a programação do evento. O Encontro antecede a Conferência Nacional Popular de Educação (CONAPE), que ocorre na sequência, de 15 a 17 de julho, também em Natal.

PROIFES-Federação no Fórum Social Mundial do México

PROIFES-Federação no Fórum Social Mundial do México

 A ADUFRGS-Sindical acompanha a participação do PROIFES-Federação na etapa mexicana do Fórum Social Mundial 2022, realizado na capital do país, Cidade do México, de 1º a 6 de maio. “A construção da identidade de classe fortalece a democracia sindical”, destaca o PROIFES-Federação no FSM.

Pelo direito de convívio social sem transfobia e todo o tipo de discriminação

A ADUFRGS-Sindical divulga a nota do SINDIEDUTEC “Pelo direito de convívio social sem transfobia e todo o tipo de discriminação” referente a episódio ocorrido no Fórum Social Mundial, na cidade do México.

Leia a nota completa do SINDIEDUTEC:

 

Pelo direito de convívio social sem transfobia e todo o tipo de discriminação

O Fórum Social Mundial é um evento que há 20 anos se propõe a construir uma nova sociedade ou ao menos uma convivência mais plural e inclusiva. O lema oficial do evento passa essa ideia de renovação e progressismo: “Um outro mundo é possível”.

Ironicamente, no entanto, existem barreiras até adentrar num evento onde, por princípio, se pode circular sem receios ou amarras na auto-expressão. Foi o que aconteceu com Keila Simpson, presidente da Associação Nacional de Travestis e Transexuais (ANTRA), que sequer conseguiu chegar à mesa para a qual foi convidada a participar no Fórum. Ainda no aeroporto, Simpson foi barrada e deportada. O motivo é que seu nome social não correspondia ao nome de seus documentos. A presidenta do SINDIEDUTEC, Rosangela Gonçalves, passou por situação parecida, inclusive junto com Keila Simpson, porque seu nome estava abreviado em um documento e em outro não. No entanto, ela conseguiu entrar no país e participar do evento.

Sobre o tratamento dado a elas, a presidenta do sindicato relatou que o sentimento era de humilhação e deboche. “Lá dentro a maioria dos guardas eram jovens. Sentamos, tiraram nossos celulares e bolsas. Sentimos deboche e a situação já era muito desagradável porque era uma sensação de humilhação. Perguntei porque estávamos ali e o menino debochou dizendo que tínhamos feitos coisa errada nos nossos nomes. Não podíamos fazer nada e nem falar com ninguém. Não reconheceram a legitimidade da identidade de gênero dela”, explicou.

O SINDIEDUTEC repudia o comportamento transfóbico a que Simpson foi submetida por entender que se tratou de uma humilhação desnecessária em que a identidade de uma pessoa foi simplesmente ignorada e repelida. Além de não oferecer perigo à nação mexicana, sua volta estava com a data prevista. A auto-identificação define e situa o indivíduo no seu lugar social. A negação a isto é violência e, no caso de Simpson, violência de gênero, situação que vem se tornando mais e mais inaceitável.

SINDIEDUTEC

Fórum Social das Resistências: PROIFES-Federação e ADUFRGS-Sindical realizam roda de conversa e ato contra a fome

Nesta quarta-feira, 27, às 9h, a ADUFRGS-Sindical realiza, junto ao PROIFES-Federação, a “Roda de conversa: Fome não é fake - Direitos Humanos negligenciados no Brasil pós-golpe", com a participação de Oswaldo Negrão (ADURN-Sindicato), Maria Elizabeth da Silva (APUB-Sindicato) e Sônia Mara Ogiba, diretora de Comunicação e coordenadora do GT Direitos Humanos da ADUFRGS-Sindical. A atividade será no Sindicato dos Municipários de Porto Alegre - SIMPA (R. João Alfredo, 61 - Cidade Baixa). À tarde, às 15h, ocorre a Procissão “Nossa senhora da fome”, a partir do Largo Glênio Peres.  

X