Adufrgs inicia caravana para ouvir demandas dos docentes 

Primeira caravana foi no Instituto de Química da UFRGS

Primeira caravana foi no Instituto de Química da UFRGS

As condições de trabalho dos docentes do Instituto de Química da UFRGS foram o foco do debate realizado nesta terça-feira, 10, entre a diretoria da Adufrgs e professores da Química.

O encontro entre o presidente da Adufrgs, Paulo Machado Mors, os diretores Eduardo Rolim, Eduardo Silva e Vanderlei Carraro, e os professores faz parte da Caravana Adufrgs 40 anos promovida pelo sindicato para dialogar com docentes nas unidades que compõem a base.

“Essa foi a primeira caravana”, explica o presidente Paulo Mors. “Nossa ideia é percorrer todo o estado para entender as demandas de cada unidade e melhorar a representação do sindicato junto aos docentes”.  A caravana é uma das ações previstas para 2018, ano em que a Adufrgs completa 40 anos.

O professor Jairton Dupont tratou a questão das condições de trabalho como fundamental na relação entre o sindicato e os docentes e elogiou a iniciativa. “É muito importante neste momento de ataque à universidade que a Adufrgs tome à frente no debate”. Jairton afirmou que é preciso apontar problemas e criar soluções. “É interessante passar para uma fase propositiva”, disse alegando que o planejamento da reitoria deve ser coerente com a expectativa dos docentes.

No encontro, diretoria e professores ainda falaram sobre o modelo de financiamento das confraternizações da Adufrgs. Tradicionalmente, o sindicato faz duas grandes festas no ano. A primeira de volta às aulas e uma segunda em homenagem ao dia do professor. Sobre esse tema, os docentes da Química vão fechar uma proposta de financiamento das festas para debater com o Conselho de Representantes da Adufrgs na próxima reunião, prevista para o dia 24 de abril.

Acompanhe a caravana pelo portal e redes sociais da Adufrgs.

www.adufrgs.org.br

Facebook, Twitter e Instagram @adufrgssindical



Ver todos