PROMOÇÃO A TITULAR

EBTT

Está disponível no site da ADUFRGS-Sindical a pré-minuta do regulamento para progressão a professor Titular do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS). Professores do IFRS têm até o dia 15 de julho de 2014 para enviar contribuições através deste canal.

Acesse aqui a pré-minuta.

 

3 comentários:

  1. Boa tarde! Quero agradecer aos colegas pelo excelente trabalho realizado! Acredito que, no geral, a minuta está bastante adequada e atende às especificidades da carreira EBTT. Ressalto que concordo com todas as ponderações do colega, professor Marcelo Rauh Schmitt. Nesse sentido, minha sugestão é de que as alterações por ele propostas sejam realizadas.
    Gostaria de destacar, ainda, a importância de utilizarmos memorial descritivo como instrumento de avaliação. Tal opção evidencia o quanto estamos buscando coerência entre nossa atividade fim (a docência) e os mecanismos que elegemos para aferir a trajetória profissional cada professor. Sem dúvidas, o memorial descritivo oportuniza a realização de um olhar cuidadoso e qualitativo sobre a história docente, permitindo que se dê relevo e voz às ações realizadas no âmbito do ensino, da pesquisa e da extensão, de forma humanizada e reflexiva, transcendendo à perspectiva puramente quantitativa e, muitas vezes, descontextualizada dos processos tradicionais de progressão funcional.
    Eis aí uma grande avanço na proposta apresentada e que, com certeza, servirá de exemplo para outras instituições de ensino!

  2. O item 6 do anexo I (memorial descritivo), no seu item e está escrito de tal forma que funções como pró-reitor, diretor, etc não são contempladas. Ao escrever “funções eletivas, inclusive diretorias”, define-se que uma diretoria é eleita. Isso não é verdade. Ao escrever “conselhos de entidades (profissionais e/ou sindicais) indicando função exercida, inclusive de chefia, coordenação, direção com o respectivo tempo de mandato”, chefias parecem estar relacionadas apenas com conselhos de entidades.

    O uso do termo inclusive está restringindo nos dois casos a questão da gestão. Não se trata aqui de propor qualquer progressão automática para reitores, pró-reitores, diretores, etc. Mas de corrigir o texto para ficar claro e incluir no memorial a descrição destas funções como ocorre me qualquer progressão.

    Obrigado.

  3. Olá
    Em primeiro lugar, agradeço pelo trabalho dos colegas.

    Embora não seja atingido pela sugestão, apresento duas sugestões:

    1. Que o termo SIGPROJ seja retirado do projeto. Não se sabe quanto tempo esse sistema será utilizado e a citação do nome de um sistema informatizado na norma não me parece razoável. Ainda mais um sistema tão ruim.

    2. Acredito que 18 meses seja um tempo muito grande. Uma tese inédita pode ser desenvolvida e defendida em menos tempo.

    Por essas razões, sugiro a modificação do parágrafo único do artigo 19 para:

    Parágrafo Único- É requisito para esta modalidade que o candidato tenha cadastrado nas instâncias competentes, com antecedência de 6 meses, um projeto de pesquisa que origine a tese.

    Evidentemente que, neste caso, o inciso I do artigo vinte, bem como a declaração de ineditude, devem ser alteradas.